Tommy Hilfiger considera Xangai uma das capitais da moda contemporânea

Tommy Hilfiger considera Xangai uma das capitais da moda contemporânea

Entenda um pouco mais sobre como Tommy Hilfiger conquistou o mercado chinês, com a colaboração de Lewis Hamilton e o lançamento da sua nova coleção – Icons of Tomorrow. E a sua colaboração com a marca de streetwear Kith.

O estilista de 67 anos foi para a China para organizar um desfile imponente na célebre zona à beira-mar de Xangai, com o piloto de fórmula 1, Lewis Hamilton, sucessor da modelo Gigi Hadid como colaborador da marca.

Leia aqui alguns destaques de sua entrevista cedida no Hotel Península, onde ficou hospedado, antes do desfile:

“Hamilton é mundialmente conhecido e tem um grande número de admiradores na China. E desde que adotamos o conceito de “see now, buy now”, estamos sempre olhando para o futuro. Lewis trouxe muitas ideias. Apareceu nos nossos estúdios em Amsterdã, New York e Londres com um enorme stock de ideias; fotos, roupa do seu próprio guarda-roupa, ideias muito específicas sobre o que queria fazer”.

“Em seguida nossa equipe de design e produção cuidou de tudo. Ele participou na seleção de todas as cores e tecidos. Nós fizemos de tudo para conseguir criar exatamente o que ele queria. A sua contribuição foi percebida em todas as etapas do processo. Gigi era muito ativa, mas não tanto quanto Lewis. Ele experimentou todas as peças, participou no styling do lookbook e de todos os looks do desfile. É apaixonado por moda e cuidou até mesmo da banda sonora, escolhendo os artistas, as faixas que seriam tocadas”.

“Além da linha criada com Lewis, apresentaremos a coleção feminina e a nossa nova linha, “Icons of Tomorrow”, com peças icônicas do nosso legado, modernizadas e apresentadas nos ícones atuais, os millennials. A coleção não teve a contribuição criativa deles, mas foi inspirada neles, os verdadeiros influenciadores da atualidade”.

 

Winne Harlow e Hailey Baldwin para Tommy Icons – Tommy Hilfiger – Imagem Reprodução

 

“O nosso cliente é jovem, é um millennial em busca de satisfação imediata, entusiasmo, experiências diretas. Alguns estilistas vendem itens muito caros e orientados para pessoas nos seus 50 anos, no entanto, este público não tem tanta urgência. Mas, se um millennial encontra um produto que realmente lhe agrada, como uma colaboração com Gigi ou Lewis, quer comprar e usar no mesmo dia. É por isso que operamos desta forma”.

“A colaboração com a Kith estreia na próxima quarta-feira no Brooklyn, em New York; é uma edição limitada que será vendida apenas na Kith. A marca tem lojas em lugares como New York, Miami, Los Angeles e Bergdorf Goodman. É a nova Supreme. Todos os clientes da Supreme estão migrando para a Kith, porque a Supreme se tornou incrivelmente comercial; até mesmo crianças de 13, 14 anos de idade estão comprando peças da Supreme atualmente, enquanto os millennials estão comprando na Kith”.

“Ronnie Fieg (o fundador da Kith) fz pesquisas nos nossos arquivos; extraiu algumas ideias do passado para as recriar à sua maneira. Recebeu carta branca para uma coleção inteira. Adidas, Reebok, Nike e New Balance já usaram o seu talento como designer. Nós até organizamos uma colaboração tripla entre Timberland, Kith e Tommy Hilfiger. Os primeiros modelos serão vendidos no site da Kith, na quarta-feira à noite. Os clientes de Londres e Paris estão impacientes para que ele abra uma loja por lá”.

“Considero Xangai como uma das capitais da moda contemporânea, e a cidade abriga uma enorme legião de fãs da marca. A Ásia é o nosso território que mais cresce e a China é quase metade disso. A região Ásia-Pacífico cresce mais rápido que qualquer outra e atualmente representa um terço dos nossos negócios”.

Até breve!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *