Streetwear: Livre, Versátil e Única

Streetwear: Livre, Versátil e Única

Mais do que uma tendência ou um fenômeno momentâneo, o Streetwear está profundamente entrelaçado com o comportamento contemporâneo.

Um dos efeitos mais interessantes da moda de rua é que ela inverte o sentido de influências, com ideias que saem do Streetwear ganhando a mídia para depois chegar como produto e tendência ao mercado organizado. Ou seja, em um sentido inverso, e muito mais democrático.

A moda das ruas não tem uma referência direta, ou seja, nem do prêt-à-porter e nem da alta costura. Por sua versatilidade e capacidade de superar rótulos, o streetwear tornou-se a expressão de muitas subculturas. Como parte de um novo discurso visual, ele nasceu carregado de mensagens transgressoras dentro de uma sociedade que se recupera moral, financeira e, também, fisicamente.

 

Christopher Shannon – Imagem Reprodução

 

Movimentos juvenis e tribos urbanas ligadas ao skate, basquete, punk, hardcore, hip-hop formatam e comunicam sua identidade compondo um repertório de signos visuais com pontos comuns, mas incrivelmente rico e variado. A maneira como se vestem faz parte dessa expressão, de uma forma orgânica, não-organizada e, até não-comercial ou mesmo anti-comercial.

O streetwear é, portanto, uma expressão contextualizada de algo maior, comportamental, que acontece justamente entre indivíduos de determinados guetos.

De muitas formas, as marcas de streetwear abraçaram a hibridização de referências culturais e a moda que elas entregam hoje é um retrato deste histórico, um diálogo entre a música, a arte urbana e o comportamento no mundo globalizado.

 

Topman – Imagem Reprodução

 

Por não se tratar apenas de roupas, mas da expressão de um estilo de vida, a fidelidade às marcas que traduzem este estilo é um dos pilares de sobrevivência dos negócios do segmento da moda. A internet, com os fluxos rápidos de informação, troca de experiências e mecanismo de compra e venda, tornou-se outro aliado poderoso do streetwear.

O streetwear transpôs os limites do gueto para fazer parte do dia-a-dia de milhões de jovens (de todas as idades) ao redor do mundo. Sabemos que o movimento é forte e tem o poder rejuvenescedor da autenticidade.

 

Alexander McQueen – Imagem Reprodução

 

O Streetwear é hoje uma espécie de vitrine de tudo o que há de mais avant-garde na moda mundial. Isso porque, o estilo não demanda marcas caras, roupas sofisticadas ou um padrão ao se vestir. O segredo de um bom look inspirado no streetwear está em apresentar um estilo diferente do habitual.

A questão urbana é essencial no visual inspirado nas ruas. Por isso, usar peças que mostrem a conexão com a cidade é uma boa aposta.

O styling é outro aspecto primordial na composição de looks inspirados no streetwear. Ser capaz de combinar peças aparentemente desconectadas é o principal triunfo. Montar looks pode ser difícil, mas o importante é gerar um resultado bem antenado com as ruas.

Nem tudo o que é vestido nas ruas pode ser considerado, automaticamente, um Streetwear, e nem existe um dress code que faz do streetwear o que ele é hoje. Ainda assim existe um `entendimento não falado´ por aqueles que usam e aqueles que de alguma forma estão envolvidos com ele sobre o que ele é e, principalmente, sobre o que ele não é.

Basta esperar se da streetwear virão também algumas das respostas de que a moda tanto anda precisando.

Para maiores informações sobre este assunto, acesse a nova revista online gratuita.

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *