Moda Consciente

Moda Consciente

Procurar alternativas sustentáveis são práticas de consumo consciente, que, aos poucos, vem ganhando espaço entre os consumidores brasileiros.

Reciclar, buscar informações sobre a cadeia de produção e procurar alternativas sustentáveis são práticas de consumo consciente que estão crescendo e, aos poucos, vem ganhando espaço também na indústria da moda.

A indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo. A maioria dos tecidos levam anos para se decompor no solo. O couro e nylon, por exemplo, demoram em torno de 50 anos para se decompor de maneira completa. Por conta desse fator, começou a se fortalecer um movimento de repensar o papel da moda e buscar opções ao hiperconsumo e à hiperprodução para diminuir este impacto e viabilizar modelos alternativos de negócios, criando novas relações entre o vestir e o consumir.

Quer estar na moda e fazer isso de forma consciente?
Comprar peças mais baratas e que durem mais é a primeira coisa a ser repensada. Como as roupas são mais baratas, a tendência é se comprar mais e não fazer uma análise do que realmente é necessário. O que acaba acontecendo é ter muitas peças que nunca são combinadas com nada e se perdem no guarda-roupa. O importante é optar pela qualidade e não necessariamente pelo preço.

Na hora de comprar, não se deve escolher qualquer peça. Não é toda roupa que será um bom investimento. A qualidade do tecido, caimento no corpo e qualidade da costura são aspectos importantes. É necessário avaliar também o que você precisa e vai querer usar no seu trabalho e nas horas de lazer. Essa avaliação é uma atitude de consumo consciente.

Quando você vai comprar uma roupa você pensa no número de vezes que vai utilizá-la? Isso é importante também. Às vezes, uma roupa custa até mais caro, porém se for uma calça jeans, que vai ser bastante utilizada, será um bom investimento. Mas não se esqueça de lembrar das outras dicas. A peça precisa ter qualidade e garantir maior tempo de uso.

Quem nunca abriu o guarda-roupa lotado de roupas e pensou: não tenho nada para vestir? Quando isso acontecer é importante sempre parar e analisar. Será que realmente preciso de algo novo? Para que essas dúvidas não sejam constantes, reflita sobre o consumo consciente. Assim, você pode apostar em itens que serão mais duráveis, menos descartáveis e que combinem realmente com seu estilo.

#ficaadica e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *