Como ser sustentável na moda?

Como ser sustentável na moda?

Apesar de a moda e a sustentabilidade parecerem conceitos antagônicos, visto que a moda é uma indústria de consumo, devendo se reinventar em curto prazo, o mercado busca diminuir essas diferenças, propondo estilos e tendências que prolonguem o uso das peças.

Na moda, o conceito de sustentabilidade está refletido em ações que visam minimizar o impacto negativo ao meio ambiente nas operações realizadas pelas empresas. Essas ações abrangem a escolha dos fornecedores, a extração e a produção da matéria-prima, o uso abusivo de agrotóxicos no algodão, o formato de venda realizado e até o descarte do produto por parte do consumidor.

Atualmente, muitas empresas têm adotado um posicionamento mais sustentável, porém, em alguns casos, não é evidenciada uma prática de sustentabilidade efetiva. Há o incentivo a uma escolha consciente dos fornecedores e ao uso racional dos recursos naturais na produção.

Imagem Reprodução

Essas atitudes imprimem nas peças e na marca um posicionamento “eco-friendly”, elevando o negócio a um outro patamar, onde as pessoas aplicam comportamentos sustentáveis no momento do consumo.

A consciência sustentável está crescendo e as pessoas não querem mais se privar do conforto, exigindo que a marca produza peças sustentáveis e atrativas.

O posicionamento sustentável permite às marcas escolherem uma das três vertentes do eco fashion: Moda Sustentável, Moda Ética e Moda Consciente, que influenciam na forma de agir das empresas.

A Moda Sustentável é voltada para as práticas na cadeia produtiva do setor, como por exemplo:

  • Uso de fibras orgânicas, tecidos de origem natural, bambu ou linho.
  • Tecidos reciclados e reaproveitamento de tecidos comumente descartados.
  • Colas menos tóxicas.
  • Produção de roupas com design que prolonga o ciclo de vida.

A Moda Ética trata de adotar um posicionamento baseado em valores menos nocivos ao meio ambiente e à sociedade, promovendo a transparência, a justiça e a igualdade, como por exemplo:

  • Negociações e preços justos.
  • Empregos de maneira igualitária entre mulheres e grupos étnicos.
  • Produtos e testes que não sejam em animais.
  • Remuneração justa.
  • Produtos ou design que prolonguem o uso.

A Moda Consciente coloca em questão a consciência do consumo em si. Propõe uma reflexão sobre compras mais racionais, ou seja, menos aquisições, mais qualidade, opção por marcas que praticam a ética e a sustentabilidade na cadeia produtiva. As peças de vestuário propõem alguma causa, provocando o engajamento das pessoas.

Imagem Reprodução

Para você se adequar à sustentabilidade, essas informações vai te auxiliar no direcionamento de um consumo mais consciente e baseando-se em práticas sustentáveis. Procure saber junto à marca que, às vezes, essas informações vêm junto à etiqueta ou próximas às peças expostas.

Ser sustentável é um estilo de vida, que provoca e engaja toda a sociedade. Cresce o número de pessoas preocupadas com o seu legado, podendo iniciar com a mudança na forma de consumir.

Grande abraço e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *