Christopher John Rogers

Christopher John Rogers

O que você precisa saber sobre o vencedor do CFDA/Vogue Fashion Fund.

Christopher John Rogers, 25, estilista da Louisiana venceu o CFDA/Vogue Fashion Fund 2019, na cerimônia que aconteceu segunda a noite em Nova York. Rogers levou o grande prêmio de US$ 400 mil (em torno de R$ 1.600.000,00) para investir no seu negócio, além de um ano de mentoria.

“Esta é a manifestação física das orações e sacrifícios de meus antepassados. Deus, o universo, minha família, minha equipe, os jurados. Obrigado, sem parar”, escreveu em um post no Instagram após o anúncio.

Imagem Reprodução

Christopher tem pouquíssimo tempo na moda. Formou-se não faz muitos anos e apresenta suas coleções há apenas três temporadas e somente nesta, do Verão 2020, fez sua estreia na passarela da semana de moda de Nova York. Na primeira fila, estavam os estilistas Kerby Jean-Raymond (Pyer Moss), Diane von Furstenberg (para quem Rogers trabalhou) e Joseph Altuzarra.

Em setembro, ele desfilou 35 looks em cores vibrantes com padronagens brilhantes e divertidas, estampas gráficas, florais no estilo dos anos 80, xadrez, metalizados… As silhuetas também eram diversas, de ternos de cetim a vestidos de babados e peças volumosas.

O público aplaudiu de pé por muitos minutos e em alguns reviews, como o da Vogue US e o do Fashionista, diziam ter sido um momento histórico e que simboliza os novos ares que estão tomando conta da moda.

Talvez seja exatamente essa receita, de fazer uma moda festa mais ousada, exuberante e divertida, que tem deixado ele em evidência. Porque, de certa forma, as roupas de noite, quase sempre, foram associadas a um glamour e a uma elegância que hoje podem parecer fora do tempo. Rogers faz peças de festa, mas uma festa bem humorada – cheias de volume, babados, tule – com looks que ocupam espaço e prendem o olhar.

Antes mesmo de sua primeira coleção, Cardi B apareceu usando um casaco de seu desfile de graduação. E neste ano, duas grandes mulheres vestiram suas peças: Rihanna e Michelle Obama.

Ao receber o prêmio das mãos dos modelos Alton Mason e Ashley Graham, Rogers agradeceu a seus pais e também ao seu time, dizendo que, mesmo que todos tenham outros trabalhos de tempo integral, eles conseguiram ajudá-lo a terminar essa coleção.

Essa é a realidade da maior parte dos jovens designers no mundo inteiro. Ao ganharem prêmios de grande destaque, vestirem celebridades e desfilarem em semanas de moda, poucos sabem como aquilo acontece e o “se vira nos 30” que está por trás de um trabalho assim, com equipes formadas por amigos ou pessoas que compartilham de uma mesma visão do mundo; pessoas que têm outros trabalhos e topam virar a noite e trabalhar nas horas vagas por um propósito maior.

No caso de Rogers mais do que os aplausos finais no desfile a recompensa chegou com esse prêmio que certamente o ajudará a dar o próximo grande passo para sua marca. Ficaremos de olho e na expectativa.

Assista ao desfile de estreia de Christopher Rogers completo abaixo:

 

Grande abraço e até breve!

Fonte: Portal FFW – novembro 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *