Brasil pode tornar-se o segundo maior exportador mundial de algodão

Brasil pode tornar-se o segundo maior exportador mundial de algodão

Brasil pode tornar-se o segundo maior exportador mundial de algodão em 2018/19, superando a Índia. Mas, isso vai depender da China…

Durante um evento do setor realizado na terça-feira (4), o grupo brasileiro Abrapa indicou que o Brasil pode tornar-se o segundo maior exportador de algodão do mundo na colheita 2018/2019, subindo uma posição e superando a Índia no ranking.

Deve exportar 1,12 milhões de toneladas de algodão na colheita 2018/19, o que o colocaria em segundo lugar, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, disse o diretor executivo da Abrapa, Márcio Portocarrero.

Devido a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, os produtores brasileiros de algodão serão beneficiados diretamente e os processadores chineses de algodão indicaram que irão comprar qualquer oferta adicional de algodão que os brasileiros possam produzir, disse Portocarrero. No entanto, o executivo não informou quais as empresas chinesas que fizeram o “compromisso verbal” de comprar algodão brasileiro nem quando isso aconteceu.

A China impôs uma tarifa de 25% sobre as importações de algodão dos Estados Unidos, entre uma série de impostos que entraram em vigor em julho, em resposta às tarifas anunciadas pelo presidente americano Donald Trump.

A produção total do Brasil deverá subir para 2,3 milhões de toneladas de algodão em 2018/19, ante a 2 milhões de toneladas na temporada anterior, segundo a Abrapa.

A demanda chinesa vai impulsionar o crescimento nas áreas plantadas, com um recorde de 1,4 milhões de hectares de algodão previstos para o próximo ano, chegando aos 2 milhões de hectares até 2022, informou Márcio Portocarrero.

Até breve!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *